Hoje

Aulas, aulas e mais aulas...

Posts recentes
« Definições de vida e morte | Main | Cadê os livros?? »
Tuesday
Sep082009

Os dez mandamentos, versão laica

Minha mãe já me mandou não me pronunciar em público quanto às minhas convicções religiosas, então farei um esforço pré-frontal para me manter quieta mais uma vez. De qualquer forma, pouco importa, para o que vou escrever a seguir, se acredito ou não em Deus, ou em qual deles: acima de tudo, eu acredito que o ser humano, independente de qualquer religião ou religiosidade, é intrinsicamente capaz de fazer o bem. Por uma razão simples: temos um cérebro capaz de se importar.

Está em minha lista de próximas leituras o livro Deus, um delírio, do Richard Dawkins. Eu tinha pinimba com ele desde os tempos do Relojoeiro Cego e do Gene Egoísta, ainda na faculdade de biologia; além do jeito pomposo do cara escrever, algumas coisas me soavam exageradas - então fiquei aliviada de ler, anos mais tarde, o Stephen Gould explicando por que não era razoável considerar que os animais são meras "máquinas de replicação de genes".

Mas eu digressiono. Sentei aqui para dizer que fiz as pazes com Dawkins quando ele passou a falar de memes, e tornei-me mais uma fã desde que ele passou a defender o ateísmo (digo defender porque, aqui como em outros países, é quase um crime contra a moral pública alguém declarar-se ateu - donde a recomendação de minha mãe, observando que até o Fernando Henrique havia aprendido a dizer "se Deus quiser" em seus discursos). Em seu livro Deus, um delírio, Dawkins propõe novos dez mandamentos, que transcendem qualquer religião ou religiosidade. Simples, belos, ao alcance de todos. São eles:

1- Não faça aos outros o que não quer que façam com você [embora eu ainda prefira a versão positiva da Regra de Ouro: Trate os outros como você gostaria de ser tratado]

2- Em todas as coisas, faça de tudo para não provocar o mal;

3- Trate os outros seres humanos, as outras criaturas e o mundo em geral com amor, honestidade, fidelidade e respeito;

4- Não ignore o mal nem evite administrar a justiça, mas sempre esteja disposto a perdoar erros que tenham sido reconhecidos por livre e espontânea vontade e lamentados com honestidade;

5- Viva a vida com um sentimento de alegria e deslumbramento;

6- Sempre tente aprender algo de novo;

7- Ponha todas as coisas à prova; sempre compare suas ideias com os fatos, e esteja disposto a descartar mesmo a crença mais cara se ela não se adequar a eles;

8- Jamais se autocensure ou fuja da dissidência; sempre respeite o direito dos outros de discordar de você;

9- Crie opiniões independentes com base em seu próprio raciocínio e em sua experiência; não se permita ser dirigido pelos outros;

10- Questione tudo.

 

Não é o máximo? Dá para ser cristão, judeu, muçulmano, hindu, ateu - e seguir os mesmos mandamentos. Todos ganham, independentemente de religião, e ninguém fica de fora.

EmailEmail Article to Friend

References (3)

References allow you to track sources for this article, as well as articles that were written in response to this article.

Reader Comments (24)

Também tenho minhas desconfianças em relação a Richard Dawkins e já escrevi sobre isso no meu blog (http://alvaroaugusto.blogspot.com/2006/12/deus-e-richard-dawkins.html). Ainda assim, prefiro passar um minuto na companhia dele do que uma hora na companhia do papa (qualquer papa!).

Os "dez mandamentos" de Dawkins são interessantes, mas temo que eles possam ser usados por outros para fundar uma nova religião. E qualquer religião, mesmo sem deus, mesmo tendo Dawkins como seu profeta, é apenas uma religião.

September 8, 2009 | Unregistered CommenterAlvaro Augusto

Sabe, eu li "O Gene Egoísta" e gostei bastante, e fiquei com vontade de ler "Deus, um delírio". Agora quero mais!

September 8, 2009 | Unregistered CommenterRachel

Bom, apenas acho o último "mandamento" um pouco equivocado para quem é Católico... duvido um católico fervoroso questionar um dogma. E esse livro é mais um que eu quero ler... só tenho que aguardar um pouco mais (há alguns na fila reclamando já...).

September 8, 2009 | Unregistered CommenterWesley

Ocorre que o último mandamento implica justamente que não existem dogmas. E, de fato, não existem dogmas, pois toda verdade é provisória.

September 8, 2009 | Unregistered CommenterAlvaro Augusto

Alvaro,

A afirmação de que "toda a verdade é provisória" leva a um paradoxo:

Se toda a verdade é provisória, então esta em particular também é provisória.

Uma afirmação forte demais...

September 9, 2009 | Unregistered Commenterdectoplate

Suzana,
Acho que seria interessante se você pudesse fazer um post, explicando sua opinião estritamente científica (sem entrar em aspectos religiosos, para não contrariar os bons conselhos de sua mãe) sobre a existência (ou não existência) do dualismo mente-cérebro, bem como sua opinião sobre livre arbítrio das pessoas: se ele existe, ou se nossas decisões são uma mera consequência dos processos bioquímicos desencadeados no cérebro. São questões que transcendem um pouco às neurociências, passando pela filosofia, e inevitavelmente tangenciando a teologia, mas que acho que, assim como eu, diversos leitores de seu blog adorariam saber sua opinião.

September 9, 2009 | Unregistered CommenterDaniel

Deixo aqui uma sugestão de leitura para permitir o contraditório e apimentar a discussão: "O DELÍRIO DE DAWKINS" de Alister McGrath (Editora Mundo Cristão). Alister McGrath, outrora ateu, doutorou-se em biofísica molecular e foi professor na Oxford University. Atualmente, é professor do King's College, em Londres. O livro é um manjar para quem gosta de argumentos cientificamente fundamentados e discussões realmente inteligentes. Como eu diria para meu filho: "é pra gente grande".

September 11, 2009 | Unregistered CommenterAlexandre Valotta

"...não se permita ser dirigido pelos outros"
E o cara propõe mandamentos...um tantinho hipócrita ele, hein?!
A regra 10 é decorrência da regra 7, portanto deveria ser eliminada.

Não vejo muita racinalidade nele...

Como você disse "... o ser humano, independente de qualquer religião ou religiosidade, é intrinsicamente capaz de fazer o bem." Deus colocou isso no coração de cada um.

September 13, 2009 | Unregistered CommenterFabio Silvestre

Grande Suzana! Divulgar a ciência e Dawkins é um favor que tu fazes a todos nós!

Grande abraço!

September 13, 2009 | Unregistered CommenterFábio EMerim

PostPost a New Comment

Enter your information below to add a new comment.

My response is on my own website »
Author Email (optional):
Author URL (optional):
Post:
 
Some HTML allowed: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <code> <em> <i> <strike> <strong>