Hoje

Aulas, aulas e mais aulas...

Posts recentes
« O roedor mais feio de todos ataca novamente: ratos-toupeira pelados não sabem o que é câncer | Main | Cariocas do ano de 2009 »
Thursday
Nov192009

Minha primeira entrevista coletiva!

Estou em Marabá para fazer a abertura de um simpósio sobre saúde organizado pela Unimed Sul do Pará, que me recebeu aqui. Aliás, que recepção: com direito a flores no aeroporto, um lauto almoço com tucunaré e caldeirada (e lasanha e bife com macarrão, caso eu não comesse peixe, pelo jeito!), todos simpaticíssimos...

Depois do almoço, e antes de voltar para o hotel para descansar antes da palestra à noite (como você nota, estou descansando muuuito), fui levada ao local do evento para uma... entrevista coletiva! O que fazer em uma entrevista coletiva? Qual é a etiqueta? Sei lá, nunca havia participado de uma! Resolvi, então, simplesmente ser boazinha e fazer o que me mandavam: deixei minhas coisas com uma das organizadoras, subi à mesa, assumi meu posto na cadeira que me indicaram, recebi meu copo d'água e...

Inútil tentar descobrir para qual câmera olhar; todas disparam ao mesmo tempo (isso eu já tinha aprendido, contudo, no evento da Veja Rio - vide post anterior). O negócio, então, é manter o sorriso no rosto e fazer força para não fazer caretas, passar os dedos no cabelo ou levar a mão ao nariz: nada que possa parecer suspeito em uma foto na hora H (viu, Lula?). Quanto às perguntas, parece que rola uma seleção natural por franca competição: várias vezes dois ou mais repórteres começavam a falar ao mesmo tempo, mas só um deles continuava. Todos eles acabaram fazendo suas perguntas, então ou existe alguma regra não dita, ou o esquema funciona na base da cordialidade - ou da exaustão, mesmo.

Mas o bacana é a variedade de perguntas. Falei sobre desde o tema da palestra (bem-estar) até a possibilidade de design inteligente (um dos repórteres era de um jornal religioso, conforme descobri pelas inscrições na sua blusa após notar que suas perguntas tinham todas um certo, como dizer, viés), passando por falhas do sistema nervoso (que a meu ver já detonam o tal design supostamente inteligente) e como diabos eu fui parar no Fantástico (o "diabos" é por minha conta) (e este domingo, aliás, deve ter mais um episódio).

Adorei a experiência - mas fico feliz que ela tenha acontecido pela primeira vez somente após muitos anos de prática lidando com as perguntas do público que vai às palestras. Deve ser bem intimidador falar com uma dezena de gravadores e microfones e câmeras à sua frente quando nunca se fez nada parecido...

EmailEmail Article to Friend

Reader Comments (3)

Parabéns!!! Você é uma celebridade - no bom sentido da palavra - e merece toda atenção!!!

November 19, 2009 | Unregistered CommenterJosé Guimar

Queria aproveitar o espaço do teu blog pra te desejar um feliz aniversário! :o)

November 22, 2009 | Unregistered CommenterFábio Emerim

parabens

November 17, 2010 | Unregistered Commenterfabio

PostPost a New Comment

Enter your information below to add a new comment.

My response is on my own website »
Author Email (optional):
Author URL (optional):
Post:
 
Some HTML allowed: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <code> <em> <i> <strike> <strong>